Glaucoma – O que é? Como tratar? Quais os Perigos?

O glaucoma, ao contrário do que muitos pensam, não é uma doença especifica, mas sim um conjunto de doenças. Esse conjunto é caracterizado por atingir os nervos ópticos dos olhos, causando perda parcial ou até mesmo total da visão.

Glaucoma

É muito importante também que se faça associação do glaucoma com a pressão alta, haja visto que esse é um dos primeiros fatores analisados por médicos em casos nos quais há a suspeita. Isso por que o glaucoma pode se manifestar da mesma forma que um acidente vascular cerebral, sendo ocasionado por um rompimento repentino de ligamentos e veias da região globular dos olhos.

Além disso, deve-se atentar também ao fato de que o glaucoma não proporciona o desenvolvimento de sintomas ainda em seu período inicial, dando sinais de sua existência apenas quando já encontrado em uma fase avançada, normalmente quando seu tratamento já é difícil e possivelmente deixará sequelas em relação ao campo de visão ou a forma como a visão atua.

Por tais fatores evidencia-se a grande importância de manter uma rotina de check ups com regularidade, mantendo em dia as prevenções da formação de diversos tipos de doenças além do glaucoma.

O que é o glaucoma?

visão

O glaucoma é um conjunto de fatores que são responsáveis pela destruição parcial ou total dos nervos ópticos e de suas células adjacentes. Esses nervos, em conjunto com as células também atingidas, tem como função enviar os impulsos nervosos captados pelos olhos até o cérebro.

O cérebro, ao captar esses impulsos e transforma-los em ondas sinápticas reconhecíveis e decodificáveis forma também as imagens, ou seja, o mundo como conhecemos visualmente.

Em boa parte dos casos o fator mais agravante e presente na maioria das pessoas que sofrem de glaucoma é a pressão alta.

Como ocorre?

cegueira

Isso ocorre pois a elevação da pressão intracraniana proporciona uma elevação também do fluxo sanguíneo no local, afetando também os glóbulos oculares.

Entretanto, uma pessoa com pressão baixa também pode ter seu nervo óptico danificado ocasionalmente, embora isso seja mais raro e menos registrado em consultórios.

O glaucoma é problema grave que, se não tratado da forma correta pode se tornar cada vez mais forte ao longo dos anos, podendo causara até mesmo uma perda da visão de forma completa.

Caso haja uma elevação da pressão e, em conjunto, forem sentidas pequenas dificuldades de enxergar da forma correta, é importante buscar um oftalmologista. Caso for tratado ainda no princípio suas chances de cura são bastante elevadas.

Sintomas

doença visão

O glaucoma manifesta sinais que, apesar de pequenos e pouco perturbadores, podem ser sentidos se postos em observação de forma mais atenta.

Perda da visão periférica

O principal sintoma que pode ser sentido quando se fala de perda da visão nos campos periféricos. A visão torna-se, primeiramente, prejudicada em suas extremidades.

  • Visão tubular

É o estágio mais avançado da perda da visão periférica. Ela ocorre quando a visão periférica já encontra-se tão prejudicada que apenas as partes centrais da visão podem ser percebidas.

  • Perda da visão por completo

Caso avance até o estágio no qual a visão limita-se apenas a sua forma tubular possivelmente será notada também uma perda da visão central dos olhos, causando uma perda total ou parcial da visão.

Diagnóstico

O diagnóstico do glaucoma não exige exames caros ou profissionais altamente especializados em ramos específicos da medicina.

Entretanto, a parte mais difícil do tratamento é o paciente notar que há algo de incomum com a sua visão e procurar um médico a tempo.

Na imensa maioria dos casos de glaucoma o médico é consultado apenas quando a doença já se encontra em um estágio bastante avançado, dificultado seu tratamento e diminuindo as chances de cura.

Tratamento

enxergar

O tratamento resume-se a basicamente diminuir a pressão intra ocular. Para isso podem ser feitos o uso tanto de medicamentos especializados para reduzir as taxas de pressão quanto o uso de colírios apenas, assim como a mudança de pequenos hábitos do dia a dia.

Como evitar?

Apesar de não haver a existência de estudos que comprovem totalmente que o glaucoma está intimamente ligado com a pressão sanguínea alta, essa ainda é a principal aposta dos médicos. Se há o histórico da doença na família e a sua intenção é preveni-la foque-se em diminuir a sua pressão sanguínea de modo saudável.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply